Andreia Neto - Por Todos Nós

Conteúdo

Quem é Andreia Neto

Em 1986, Andreia tinha seis anos. Pela primeira vez, foi para a Escola em S. Martinho do Campo. A avó Felicíssima tinha combinado com a vizinha Dona Rosa que a Andreia faria o caminho para a Escola com a neta desta, a Natalina que já andava na escola.

Quando a Andreia chegou a casa da Dona Rosa, a Natalina já tinha saído. A escola ainda era longe. Andreia, uma menina de seis anos, podia regressar a casa da Avó, mas corajosamente decidiu ir sozinha para a Escola.

Uma história simples que nos mostra a determinação e a coragem da menina de seis anos. Determinação e coragem que acompanham a vida de Andreia Neto. Caraterísticas que todos os que a conhecem lhe atribuem.

O Luís, pai da Andreia, era muito exigente com a filha. Queria que ela tivesse as melhores notas na Escola. A primeira nota da Andreia foi um “Satisfaz Bastante”. Ela olhou para a nota e ficou receosa. Não entendia o valor desta e pensava que era fraca. Muito triste chegou a casa e lá entregou o teste com a nota ao pai, que lhe diz: – Parabéns. É assim mesmo. Tens que continuar. Só então compreendeu que afinal “Satisfaz bastante” era uma boa nota.

Como grande parte das pessoas da região do Minho e do Ave, Andreia, ainda muito nova, com a sua mãe Maria Elisa, fez a peregrinação a pé até S. Bento da Porta Aberta. Dessa longa caminhada lembra-se da história da sua tia que tinha prometido ir em silêncio. Até levava uma flor na boca para não falar. Ali por Burgães, encontram outro grupo de peregrinos. Uma senhora vira-se para a tia da Andreia e diz: Olá Dona Aurora, como está? Resposta imediata desta: - Eu… Eu não posso falar. Gargalhada geral e desolação… a promessa da tia Aurora tinha terminado ali.

Andreia foi e é boa aluna na Escola e na Universidade. Fez o Curso de Direito. É advogada. Mais tarde, já a trabalhar, concluiu uma pós graduação e agora está a fazer o mestrado em Gestão e Políticas Públicas.

Foi na catequese para o crisma que conheceu o Miguel. Nunca mais se separaram. Uns anos mais tarde estavam casados.

Deste amor nasceu o Rodrigo. Um nascimento feliz, mas muito complicado. O Rodrigo ao nascer teve uma paragem respiratória. Esteve dez dias internado. Dez longos dias de sofrimento para a mãe que a cada momento temia o pior. Hoje é um menino saudável e feliz. Joga futebol e tudo… É a razão maior do Miguel e da Andreia.

Em 2011, Andreia Neto foi convidada para integrar a lista de candidatos a deputados do PSD no Distrito do Porto. Ocupou o 17º lugar da lista. As hipóteses de ser eleita e ir para a Assembleia da República eram poucas. Contudo, Andreia dizia sempre: Vereis. Vou ser eleita. De facto, foi eleita.

Deixar o escritório de advogada e ir para Lisboa, deixando a família durante a semana, era um desafio complicado. Na primeira viagem para Lisboa foi com os pais. Nos primeiros dias ficou na casa de uns amigos dos pais em Cascais.

Fazia a viagem de comboio de Cascais para a Capital. Depois mudou-se para Lisboa, passando a viver com uma colega deputada, que é mais que uma amiga. Andreia costuma dizer: a Emília para mim é a irmã que não tive.

O seu trabalho como deputada é reconhecido e admirado por todos, que lhe reconhecem um grande futuro.

Andreia Neto é Presidente do seu partido em Santo Tirso, cidade onde habita com a sua família.

Aceitou o grande desafio de ser candidata a Presidente da Câmara da sua terra pela coligação “POR TODOS NÓS”.

Andreia Neto está bem preparada para ser Presidente da Câmara.

Sabe como funcionam o governo e os órgãos do poder em Lisboa.

Conhece o município e cada uma das freguesias.

Assume-se com determinação e coragem, confessando: Este será um dos grandes desafios da minha vida.

Ser presidente de Câmara é trabalhar intensamente pelo bem comum, pelo nosso Concelho, “POR TODOS NÓS”.